História AMARSUL
Uma história de evolução
2019
Amarsul investe cerca de 10 M€ em novos projetos de Recolha. A Amarsul concluirá este ano o projeto “Reciclar Doce Reciclar”, que visa a implementação de recolha seletiva porta a porta de resíduos recicláveis, nas áreas já servidas pela recolha porta a porta de resíduos indiferenciados, efetuada pelos municípios, nomeadamente em Almada, Seixal e Sesimbra. Desde o final de 2018, que a Amarsul tendo vindo a reforçar a sua rede de ecopontos, aproximando os contentores para recicláveis da população, de modo a tornar mais cómoda a separação e deposição destes resíduos. Este reforço tem sido feito com contentores com capacidade para 1.100l onde foram construídas 1.800 gares, de ecopontos e de vidrões. Até ao final de 2019, serão colocados num total de 8.320 contentores de 1 .100l, 1.560 ecopontos e 1.582 vidrões. Para efetuarmos a recolha destes novos equipamentos foi necessário também aumentar a frota pelo que foram adquiridas novas viaturas, 3 para recolha ao comércio e serviços e 15 para recolha doméstica, para além da admissão de novos trabalhadores.
2018
Amarsul recebe prémio de eficiência energética através do Secretário de Estado da Energia e da Transição Energética. Com este galardão, a Amarsul vê reconhecido o seu trabalho contínuo, estando a contribuir de forma significativa para as metas nacionais, em prol dum melhor ambiente, não apenas através da sua atividade no tratamento de resíduos municipais e de recolha seletiva de resíduos recicláveis, mas também na gestão dos recursos energéticos.
2017
Arranque de novo projeto porta a porta com a realização de ações de sensibilização e onde são disponibilizados 2 contentores para a deposição de papel/cartão e de embalagens plásticas/metálicas em zonas de moradias que já possuem recolha porta a porta de indiferenciados, por parte dos Municípios de Almada e Seixal.
2016
Desde o dia 26 de agosto de 2016 que a CVO da Amarsul também extraí biogás, que é o gás resultante da decomposição da matéria orgânica existente nos resíduos urbanos. A operação é realizada através dum centro electroprodutor (CEP) em que o biogás extraído é utilizado como combustível em motogeradores que produzem energia elétrica e que é injetada na Rede Elétrica Nacional. Em setembro de 2016, a produção de biogás na CVO, rondou os 157.000 Nm3, com um teor de metano de 60%, tendo sido injetados na rede 300 MWh de energia elétrica. Nesta fase apenas um dos 3 motogeradores (800 kW cada) se encontra em funcionamento, mas quando a instalação estiver em pleno funcionamento em 2017, prevê-se que a produção de biogás e de energia, seja de cerca de 900 MWh/mês, suficiente para satisfazer as necessidades energéticas de 9.500 habitantes.
2015
Lançamento da Campanha “Reciclar é Ajudar” integra um conjunto de iniciativas de responsabilidade social que a Amarsul desenvolve com entidades da sua área de abrangência. Este projeto-piloto que ocorre em articulação com a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Mistos do Concelho do Seixal visa o encaminhamento devido de resíduos para o ecoponto, premiando quem promove boas práticas ambientais, com a doação de material a uma instituição que apoia a população diariamente nas suas múltiplas valências e que poderá estender-se a outras corporações.
2014
Amarsul lança plataforma inovadora de localização de ecopontos. Este projeto foi desenvolvido em parceria com a Escola Superior de Tecnologia de Setúbal /Instituto Politécnico de Setúbal (EST/IPS), que reforça o apoio à Amarsul, no desenvolvimento de projetos de otimização. Relembre-se que recentemente foi desenvolvido um projeto com o objetivo de conceber e implementar um sistema avançado de gestão da recolha seletiva, que permite otimizar os circuitos e as quantidades de resíduos recolhidos. Denominado “Sistema Integrado de Gestão da Recolha Seletiva” está disponivel no site da Amarsul.
2013
A AMARSUL recebe dois Summit Creative Awards 2013: Prémio de Bronze, pelo redesign de logotipo, uma oportunidade que nasceu em virtude da comemoração do 15º aniversário da AMARSUL, cujo logotipo foi recriado com alusão à efeméride. Durante um ano, o logotipo dos 15 anos Amarsul, esteve presente em todas as peças de comunicação da empresa; o Prémio de Prata atribuído ao AMARSUL Eco Fashion, que se trata de um desfile de moda com modelos totalmente concebidos a partir de materiais recicláveis, que promove a reciclagem e a reutilização de materiais, desde 2010.
2012
O AMARSUL Eco Fashion Venceu o Grande Prémio APCE 2012, na Categoria de Evento Especial. O Amarsul Eco fashion é um evento único, que pretende ser uma referência a nível nacional, no âmbito da demonstração do potencial de reaproveitamento, de resíduos recicláveis, foi distinguido ontem, na sede da Lusitânia, como sendo o melhor Evento Especial realizado em 2011, no âmbito do Grande Prémio APCE 2012 (Associação Portuguesa de Comunicação de Empresa) que visa distinguir a excelência na estratégia da comunicação organizacional, estimulando, reconhecendo e divulgando as iniciativas dos profissionais desta área.
2011
Em março entrou em funcionamento Aproveitamento Energético do Biogás no Ecoparque de Palmela. O Centro Electroprodutor do Ecoparque de Palmela terá capacidade para dois grupos moto geradores da marca Deutz/MWM (instalados em contentores insonorizados e equipados com todos os dispositivos de segurança, cumprindo os requisitos legais em vigor), cada um terá uma potência elétrica de 1.200 k e rendimento elétrico de 42,1% à carga máxima, com capacidade para estar em funcionamento 8.300h/ano, atingindo um potencial anual de produção de energia elétrica: 17.530MWh.
2010
Estabelecido Protocolo com o Banco Alimentar Contra A Fome de Setúbal que tem como objectivo doar 1€ para a luta contra a fome na Península de Setúbal por cada tonelada de resíduos de embalagens de vidro (garrafas, frascos e boiões) reciclados e vendidos para retoma no âmbito do sistema integrado de resíduos de embalagem. Este Protocolo é formalizado com a Campanha “Dê O Litro Contra A Fome” que tem como imagem, a Vice Campeã Mundial de Judo, Telma Monteiro, e terá um prazo de 6 meses.
2009
Arranque de um projecto-piloto de recolha de embalagens de plástico/metal e papel/cartão em moradias de Belverde e Marisol, onde foi disponibilizado um contentor para deposição de resíduos recicláveis e com recolhas todas as 2ªs e 4ªs feiras.
2008
A 21 de julho de 2008 foi assinado o contrato de obra com a empresa Sociedade de Construções Soares da Costa, S.A./CTU – Conzepte Technik Umwelt AG., para a construção da Central de Valorização Orgânica.
2007
Assinatura de contrato com a empresa AGNI para a instalação do Centro Eletroprodutor de Biogás em Palmela.
2006
Implementação sistema SAP.
2005
Requalificação da Central de Compostagem de Setúbal e desenvolvimento do processo integrado de certificação nas vertentes ambiente, qualidade e higiene e segurança.
2004
Implementação do Sistema de Aproveitamento Energético de Biogás no Seixal e Arranque da recolha porta a porta ao comércio e serviços.
2003
Integração do município de Setúbal no Sistema Multimunicipal.
2002
Candidatura sobre Ações Complementares de Tratamento e Valorização de RSU da Margem Sul do Tejo.
2001
Candidatura ao Fundo de Coesão para construção do Sistema de Aproveitamento Energético de Biogás do Seixal, ampliação da Central de Triagem de Palmela e desenvolvimento de campanhas de sensibilização.
2000
Construção de 6 ecocentros e Conclusão da instalação dos ecopontos nos 8 municípios da Amarsul
1999
Arranque das estações de triagem de resíduos de embalagens e Construção de 3 células no aterro de Palmela e construção da célula C no aterro do Seixal.
1998
Implementação da Recolha Seletiva com a aquisição de 8 viaturas de recolha e consolidação da gestão dos 2 aterros sanitários em Palmela e Seixal
1997
A Amarsul foi constituída pelo Dec. Lei nº 53/97 de 4 de Março e a 16 de maio foi celebrado o contrato de concessão de exploração por um período de 25 anos entre a Amarsul e o Estado Português.